A monstruosidade humana

Maio 13, 2008

Volta e meia a Mãe natureza lembrasse de nos colocar no sítio, e mostra-o, em todo o seu temeroso esplendor. Aconteceu na Birmânia, e voltou hoje a acontecer na China.

É impossível colocar as culpas na Mãe natureza, pois estas manifestações de fúria não são mais do que as consequências do gigantesco sistema que é. O que se lamenta, são as mortes, os desalojados, e mais do que isso, o aproveitamento que se faz da situação.

É deplorável, dá asco, repulsa, ver a forma como os governos se sublevão acima da desgraça, usando esta como meio de propaganda. A entrega de alimentos doados pela comunidade por parte da junta militar ditatorial que governa o país, selados com os nomes dos generais que encabeçam a dita junta, é um acto ao qual temos de assistir sem muito poder fazer, a não ser condenar.

A população destes países precisa de todo o auxílio que consigamos enviarm, mesmo que ao enviarmos a assistência, estejamos involuntariamente a contribuir para a campanha de marketing levada a cabo por estes despotas, a quem biologia chama de seres humanos, e que pouco se interessam se a população lhes morre à porta, ou não.

Estes monstros que habitam a nossa existência, sem para a qual os tenhamos convidados, são a prova de que há quem não tenha sangue a correr nas veias, mas areia que emana do deserto que se instalou no local onde é comum que exista um coração. São os papões das estórias que contamos às crianças, são os lobos em pele de cordeiro, são os podres dos quais não nos conseguimos livrar, e por mais que se queira, teimam a não desaparecer.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: