A ausência presente em Santarém…

Abril 7, 2008

Estive presente sem presença, estive lá sem lá ir… Assim foi a sensação, uma ausência de milhares de quilomêtros de distância, um oceano pelo meio, e, no momento, sem haver um modo de, fisicamente, comparecer – SANTARÉM – uma barreira intransponível, mas que a imaginação em fração de segundos me levou como num conto até lá…

 

Estive a criar personagens, a imaginar rostos e palavras, cheiros, sensações, gestos, “estares” e pude até visualizar o estilo “gótico” de Santarém, descrito pelo Carlos na sua história, e assim foi, assim se passou o dia de sábado, 05 de Abril, uma diferença de 04 horas nos manteve distantes, mas ao mesmo tempo lá estava eu, perto de novo – a nossa imaginação é incrível, ela nos faz percorrer distâncias jamais cumpridas.

 

Um projecto não é realizável sem desejo, um desejo não é possível sem um sonho, e um dia não começa sem que estejamos nele, presentes, por isso, posso dizer a todos os meus caros colegas do “TAXICIDADE” – estive em Santarém,  sem dúvida, pois assim o desejei!

Não sei como se passou essa terceira sessão de lançamento, não sei qual foi o sabor, mas conheço a primeira e a segunda sensação, aquele memorável dia de Porto, de Lisboa, e posso dizer, para aqueles que jamais passaram por esse momento, que é algo único na vida de quem escreve, na vida de quem algo publica, seja uma livro, seja um texto, não importa, o que vive-se nesses instantes jamais passa, jamais cessa, porque é o  nosso retrato, é o reflexo do que um dia capturamos na alma e expressamos em palavras, da ficção partilhada com os leitores.

 

A sintonia com Santarém  fez parte de mais um memorável momento de apresentação do nosso livro. Também não cabe na minha memória o quanto os imaginei em Santarém, cabe tão somente dizer que permaneceu a certeza de que lá estive entre todos vocês, como promessa de futuro, de um próximo encontro, não tão distante, em que estaremos juntos outra vez.

 

Parabéns a todos os colegas do “Taxicidade”  por mais uma sessão de apresentação cumprida! Obrigado a NILSE, pela voz emprestada a minha “fala”, ao meu conto!

 

 

 

Uma resposta to “A ausência presente em Santarém…”

  1. Aline said

    Déa,
    Realmente, é uma pena você não ter se feito presente ao terceiro lançamento do livro de vocês, mas acredito,que sua alma e seu desejo estavam lá.Continue nessa dedicação que a vejo ter, diariamente, em busca desse sonho.Um sonho lindo, que como grande amiga e admiradora do seu dom pela escrita, acredito que o sucesso permanecerá e novidades e oportunidades surgirão, pois você é grande.E essa grandeza te fará conquistar o que tanto almeja.Boa sorte sempre.LINE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: